Em Maio, e-commerce brasileiro avança 4,2% e soma 2,14 bilhões de acessos; veja como foi o mês

A nova edição do Relatório Setores do E-commerce no Brasil  traz  dados de acessos a partir de aplicativos e dados demográficos de distribuição de Share of Search pelo país. Confira os principais destaques e análises do mês.

No mês de Maio, o comércio eletrônico nacional avançou 4,2% e registrou 2,14 bilhões de acessos. Nos últimos 12 meses, a soma total de tráfego foi de 26,1 bilhões. Os dados contemplam acesso a site e apps.

O salto, em comparação aos 2,05 bilhões de acessos do último mês, aconteceu pelo Dia das Mães.

Entre as categorias que mais cresceram estão Presentes & Flores (14,3%), Moda & Acessórios (12,6%) e Joias & Relógios (11%). Em retração, o TOP 3 é composto por Turismo (-3,8%), Comidas & Bebidas (-3,5%) e Educação, Livros & Papelaria (-2,3%).

No ranking de maiores e-commerces do país, somados web + apps, não houve grandes mudanças: as maiores movimentações foram em 123Milhas, que caiu 5 posições e estacionou em 16º lugar e Centauro, que recuperou 6 casas e chegou a 22ª posição.

Entre os players com maiores destaque em crescimento mensal estão Fkv Calçados, do setor de Calçados, que avançou 209,8% no MoM, Farmácia do Bicho, de Pet, com +190,5% e Moda Love, de Infantil, com crescimento e 122,7% no comparativo mensal.

Na lista de 10 maiores e-commerces do Brasil houve alterações. Saem 123Milhas e Samsung e entram iFood e Shein. A classificação ficou assim: 1. Mercado Livre, 2. Shopee, 3. Amazon Brasil, 4. Americanas, 5. Magalu, 6. AliExpress, 7. iFood, 8. Casas Bahia, 9. Netshoes e 10. Shein.


O que é e-commerce?

 

O e-commerce (do inglês, eletronic commerce), conhecido em português como comércio eletrônico, é a prática conhecida por gerar negociações online para compra de produtos, serviços e infoprodutos.